quarta-feira, 20 de novembro de 2013

O que deve ser evitado em um encontro amoroso logo após um divórcio ou separação.



O jornal Huffingtonpost tem um artigo interessante para os nosso leitores. Começa assim:
“Será que tenho comida nos meus dentes? Será que esse cara presta atenção no que estou falando? Será que essa mulher gosta de mim?” São tantas as perguntas no primeiro encontro amoroso! O blog do be2 tem algumas dicas do que você deve evitar em um encontro no restaurante, e para aumentar as suas chances:



- Coma o que você tem vontade. Não deixe de comer para que seu parceiro não pense que você não gosta da comida, mas evite devorar, e fazer sons estranhos. Coma pausadamente.

- não fique checando seu smatphone: coloque em sua bolsa e deixe. Invista o seu tempo no momento presente e dedique a atenção necessária. A exeção claro, é se forem seus filhos ao telefone.

- Não precisa de pagar o jantar: esta dica é para as mulheres. Alguns homens preferem pagar para se sentirem no controle. Aqui você decide, podem chegar a um acordo e você paga da próxima vez.

- Não fale da sua relacão anterior ou do seu ex: mesmo que a outra pessoa pergunte sobre o seu divórcio, você não precisa entrar em detalhes sobre o que não deu certo,  evite insultar seu ex, senão corre o risco de assustar sua companhia.

- Não faça sexo: esta dica depende muito de cada pessoa. Algumas pessoas não se importam que o outro pense que elas são “fáceis”, tudo depende se você busca algo sério ou não. Se você busca uma relação séria é melhor conhecer bem a pessoa antes, do que causar a impressão errada.

- Não beba demais: para não perder o controle do que você falou e das suas ações, para não se arrepender depois, e para ficar em segurança.
São apenas algumas dicas. Se vocês tem mais, deixem um comentário.
Se você busca um amor sério e duradouro, inscreva-se no site de relacionamento be2, aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas de Posições na Poltrona Erótica

Quando um relacionamento perde um pouco do vigor e da chama é comum que o sexo diminua a frequência ou que as posições se resumam ao “pa...