domingo, 15 de dezembro de 2013

Dicas para fazer com que a hora H dure mais

casal na cama sorrindo
Se você gostaria que o momento entre quatro paredes durasse mais, mas o parceiro não consegue acompanhar o seu ritmo, talvez seja o momento de apimentar a relação e dar uma ajudinha para prolongar a ereção dele. (Veja também: 5 alimentos que aumentam a libido)

Um estudo internacional apresentado no Congresso Anual da Associação Europeia de Urologia (EAU), em 2009, revelou que uma relação sexual satisfatória para ambas as partes deve durar de 7 a 13 minutos. A pesquisa comprovou ainda que o tempo entre uma transa e outra para os homens saudáveis não deve ultrapassar os 10 minutos.
Aqueles que estão fora desse padrão provavelmente estão com problemas. E o resultado, em geral, é a insatisfação da mulher (que não possui tempo suficiente para chegar ao clímax) e a queda da autoestima do homem. Os motivos para o distúrbio variam: ele pode estar relacionado à ejaculação precoce, ansiedade, erro na escolha do preservativo ou até mesmo a pressão para satisfazer a parceira.
Nesse contexto, a participação da companheira para ajudar a resolver o problema é fundamental. Confira os métodos que você pode usar para fazer com que a hora H dure mais.

Método Kegel
Esse é um método que pode ser praticado a dois, tornando o processo muito mais prazeroso. Trata-se de uma técnica que ensina a controlar os orgasmos e aumentar a intensidade do clímax por meio do fortalecimento do períneo, região que fica entre o escroto e o ânus.

casal sorrindo na cama

Para colocá-la em prática, o primeiro passo é o exercício muscular da região. Peça a ele que contraia os músculos e mantenha o esforço por 10 segundos, relaxando em seguida. Com algumas repetições, a tendência é que o tecido fique cada vez mais fortalecido.
Nesse momento, é hora de praticar a segunda etapa. Durante a relação sexual, quando ambos estiverem chegando lá, é possível experimentar se a técnica está funcionando. Quando o momento da ejaculação estiver próximo, ele deverá contê-la. Você vai ajudar na tarefa segurando o pênis na região logo abaixo da cabeça, com o dedão e o indicador. Aperte com intensidade e a pressão vai fazer com que a sensação do orgasmo perca força.
É possível que a ereção também diminua, mas ninguém precisa se preocupar. Com o estímulo certo, ela voltará ao estado anterior rapidamente.

Combata a ejaculação precoce.
casal - bocaejaculação precoce corresponde a pelo menos metade das queixas dos homens que procuram consultórios especializados para conseguir controlar a sensação. Apesar de não haver um diagnóstico preciso, é fácil perceber o que está acontecendo.
Os pacientes desse transtorno possuem relações curtas, que não condizem com o tempo necessário para a parceira chegar ao clímax. Procurar um médico é fundamental para encontrar o tratamento adequado, já que o problema varia conforme a idade, experiência na cama, fatores psicológicos, stress e uso de remédios controlados.
A companheira tem um papel fundamental na evolução do diagnóstico. É ela quem vai estimular o uso de soluções que foram desenvolvidas para ajudar a controlar a ereção tirando as pressões psicológicas que eles possam ter.
Um exemplo é o anel peniano, que foi criado para controlar o fluxo de sangue do pênis para que a ejaculação demore mais. Há ainda capas e bombas penianas, que auxiliam o homem a retardar a ejaculação por meio de exercícios regulares e estimulação da circulação na região.
Outro exemplo é o gel retardador de ejaculação, que possui ativos que agem no órgão para ajudar o paciente a controlar a ereção.
Se esses métodos não tiverem o efeito desejado, não é preciso se preocupar. Há medicamentos e técnicas clínicas para resolver o transtorno.

Pequenos truques para a hora H
Quando você notar que o seu parceiro está chegando lá, mas você precisa de mais tempo para alcançá-lo, é possível usar truques simples que farão com que ele perca o foco e controle a ereção.

casal sorrindo na cama

Um exemplo é prestar atenção à respiração. Peça para que ele inspire profundamente pelo abdome. Dessa forma, ele vai relaxar, diminuindo a tensão sexual.
Outra dica é dar uma pausa e mudar a posição. Especialistas afirmam que a posição de missionário, em que o homem fica por baixo, é a mais indicada para controlar a ejaculação. No entanto, a eficácia desse dado tende a variar. Isso porque alguns parceiros ficam ainda mais excitados ao ver a mulher no comando, gerando o efeito inverso ao desejado.
Uma alternativa de melhorar a qualidade da ereção também diz respeito à rotina sexual dele. O conselho é poupar ejaculações, que diminuem a energia vital e o desejo de penetração. Assim, ficar dois ou três dias sem chegar ao orgasmo tende a melhorar o sexo com a parceira.

Alho, sim!
O vilão do bom hálito pode, sim, ser muito útil na hora do sexo. Mantê-lo no cardápio elimina a obstrução dos vasos, melhorando a circulação e, consequentemente, a ereção.
E não é apenas para os homens que ele traz benefícios. Nas mulheres, o tempero também melhora a lubrificação.

mulher fazendo massagem no homem na cama

Aposte nas frutas
Estudos recentes comprovaram que aromas e texturas de algumas frutas doces são, de fato, afrodisíacos. Isso porque elas têm impacto sobre o organismo, causando sensações que aumentam a circulação sanguínea, o prazer, o tempo de ereção e a lubrificação feminina.

Vale ir além do morango: a baunilha também desperta sensações, assim como a banana, que é rica em magnésio e, por esse motivo, favorece a vasodilatação e o desempenho sexual, além de produzir serotonina, o hormônio da felicidade.

Alimentação para embalar o apetite sexual
As pesquisas comprovam que certos conselhos vindos de suas amigas podem realmente funcionar. Comer gengibre, por exemplo, é um deles. O alimento é um estimulante natural para a ereção e pode fazer parte de receitas ou ser mascado puro.

Alguns vilões da dieta saudável são absolvidos entre quatro paredes. O café, por exemplo, tem ação estimulante graças à cafeína, mas deve ser consumido com moderação principalmente por pessoas hipertensas.
O chocolate também é uma alternativa. Além de saboroso, ele aumenta a produção de serotonina, que proporciona prazer e felicidade.

Cremes pró-ereção
Os sexy shops não estão alheios aos transtornos que acontecem entre quatro paredes. Para ajudar as mulheres a ter relações mais duradouras (e prazerosas), eles oferecem diversas opções para que os companheiros possam controlar as ereções.

Um exemplo são os cremes e géis que podem ser aplicados na ponta do pênis antes da transa para que ela dure mais. Eles possuem em sua composição substâncias que tiram um pouco da sensibilidade da região, sensação causada também pela camisinha.
O ponto negativo é que algumas versões podem causar alergias na parceira.

Preservativo certo
O uso do preservativo, além de evitar a transmissão de doenças, também pode ser um aliado ao controle da ereção. Isso porque ele diminui a sensibilidade do pênis por meio de substâncias que retardam o clímax, como a benzocaína. Assim, fica mais fácil prolongar o tempo até a ejaculação.


Método “pára e começa”
A técnica tem como objetivo tirar as pressões psicológicas que envolvem agradar à parceira e manter um ótimo desempenho na cama. O método “para e começa” estimula a masturbação masculina para que ele conheça melhor suas sensações e seu corpo. Quando o clímax se aproxima, a orientação é de interromper o ato, controlando-o, e só depois retomar a estimulação.

O mais importante, no entanto, é manter a comunicação entre o casal em alta. Só assim, com confiança e sem cobranças, os problemas na cama podem ser solucionados.
E não se esqueça de cumprir a sua parte: massagens e outras brincadeiras fazem toda a diferença entre quatro paredes.

Fonte: http://www.colmeia.blog.br/dicas-para-fazer-com-que-a-hora-h-dure-mais.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas de Posições na Poltrona Erótica

Quando um relacionamento perde um pouco do vigor e da chama é comum que o sexo diminua a frequência ou que as posições se resumam ao “pa...