sábado, 28 de janeiro de 2017

3 maneiras de discutir no casamento sem que acabe em divórcio

Acredite, é possível chegar a um final feliz em uma discussão no casamento se vocês tomarem alguns cuidados.
  • Algumas vezes as discussões no casamento acontecem e, apesar de acontecerem, elas não podem trazer grandes consequências.
    Se essas discussões existem, normalmente é porque há ideias e soluções diferentes entre marido e mulher, algo normal uma vez que ambos vieram de criações diferentes, com histórias de vida diferentes. O ruim é quando elas tomam uma proporção muito maior do que deveriam, levando até mesmo ao casal a pensar sobre o divórcio.
    Se vocês precisam discutir sobre algum assunto importante, tenham em mente que precisam fazer de forma amorosa e com cautela. É possível chegar a conclusões sobre qualquer assunto que seja desta forma.
  • 1. Nunca faça em um momento de raiva

    É muito comum as piores discussões acontecerem em um momento inadequado, de irritação ou raiva. A primeira coisa a considerar é o momento correto de discutir qualquer assunto. Certamente não é na hora em que o nervosismo reina sobre você ou sobre seu cônjuge.
    Busque um momento em que você já esteja calmo e seu cônjuge também, assim com certeza vocês evitarão que uma pequena discussão termine em um inevitável divórcio.
  • 2. Evite ofensas

    Outro fator importante é jamais em uma discussão ofender o outro. Trate de fatos sem ofensas. Se vocês realmente quiserem chegar a algum consenso ofender o cônjuge não é o caminho ideal e com certeza não levará a uma solução amigável.
    Pense antes de falar e foque na solução da questão. Apesar do problema a ser resolvido, lembre-se do amor que existe entre vocês.
    Sem ofensas e no momento oportuno vocês terão grandes chances de resolver qualquer problema da melhor forma possível.
  • 3. Tome uma atitude pacificadora

    Lembre-se, você não está ali em uma discussão para sair vencedor ou ser classificado com perdedor. Não se trata de uma disputa entre o casal, na verdade vocês estão ali para resolverem uma questão necessária, seja ela qual for. Sendo assim ter uma atitude pacificadora facilita muito. Quando o foco por equívoco é mostrar-se com razão acima do cônjuge e acima até mesmo do problema, facilmente chega-se ao divórcio.
    Mesmo com problemas a serem resolvidos, o amor e a paciência têm um grande poder pacificador. Tal como o velho ditado "Quando um não quer dois não brigam". Da próxima vez que necessitarem discutir algum assunto, pense sobre o momento adequado, tenha uma atitude pacificadora e fale sem ofensas, você terá mais sucesso para resolver qualquer questão.
Compartilhe o resultado com seus amigos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

10 dados curiosos sobre os hábitos sexuais dos brasileiros

O Sexlog , revelou alguns dados curiosos sobre os hábitos sexuais dos brasileiros. Com mais de 6 milhões de usuários cadastrados, a ma...